14 de mai de 2013

Helsinkin matka!


  Depois que eu desci do navio, passei alguns dias na casa dos meus amigos em Helsinki. Aquela semana foi com certeza a melhor de todo o meu intercâmbio.
Mirante.
  No primeiro dia, meu amigo Matheus, brasileiro que estava de intercâmbio também na Finlândia, me levou por um super passeio pela cidade e deixo aqui meus agradecimentos a ele, valeu Math! Depois encontrei com outro amigo, Gabriel, e fomos até o escritório do AFS em Helsinki e eu finalmente conheci algumas das pessoas por trás dessa ONG maravilhosa! Encontrei outros amigos, Julian (Argentina), Gine e Enrico (Itália) e eles me levaram ao mirante de Helsinki, a catedral e quando nós estávamos voltando, nos deparamos com um show de uma boyband famosinha da Finlândia e estavam servindo coca-cola de graça na rua. Depois de tanta "andança" estávamos mortos e eu fui pra casa de um amigo chileno, também intercambista.




  No outro dia, encontramos mais outros intercambistas e fomos a praia e eu encontrei a linda da minha amiga da Costa Rica e eu fiquei na casa dela naquela noite. E no segundo dia, andamos pelo centro e eu fiz algumas compras e a noite fomos a uma festa, mas antes encontramos muitos intercambistas no parque de Helsinki, era meio que uma despedida pro Math, que iria voltar mais cedo pro BRA (:/).

  Meu último dia meu pai hospedeiro levou eu e o meu amigo da Argentina, Max, para um jogo de hockey no gelo (EUAxFrança). Fui visitar alguns host relatives com o meu pai e voltamos pra Rauma.


Algumas pics: 











   Thanks, kiitos, grazie and gracias for all to you guys! Was just amazing see all you! I miss and love you all!

13 de mai de 2013

Tukholman matkan AFS:lle!

Curtindo Estocolmo com os meus amigos intercambistas.

  No começo de maio, o comitê Turku e Pori organizaram uma viagem para Estocolmo. Fomos em um grupo de quase 40 estudantes de intercâmbio. Embarcamos em Helsinki. O intuito foi o de conhecer primeiro o parlamento finlandês.
Parlamento finlandês no lado de fora.
Sala de reuniões do Parlamento.
  Entramos em pequenos grupos e visitamos guiados por um guia o interior do parlamento. Fomos em um dia em que o parlamento não estava funcionando, então o guia só explicou mas não vimos como é em dias de reunião.
  O guia nos explicou detalhes da construção, estilo e tudo mais.
   Depois da visita, seguimos em direção ao porto para podermos embarcar para Estocolmo!
Sala principal de reuniões do parlamento finlandês.
  Na entrada, como éramos um grupo grande e pela lei sueca menores de 21 anos não podem comprar bebidas alcoólicas, e nosso grupo era de intercâmbistas e muitos eram menores de idade até, revistaram nossas malas. Demorou muito até que finalmente entrássemos. Lá dentro tínhamos várias opções para atividades a noite. Optamos por vagar pelo navio e depois ir para uma boate que havia no navio. Foi muito legal ver todos os intercâmbistas juntos, dançando e se divertindo a beça!
  No outro dia de manhã desembarcamos em Estocolmo. Passamos o dia lá e estava 27ºC!!!! Estávamos quase derretendo e felizes pra caramba! Finalmente não precisávamos de roupas de inverno. Andamos pelo centro antigo em pequenos grupos, cada um por si ou com seus amigos e depois nos encontramos para visitar o castelo que fica em Estocolmo. Primeiro, vimos a cerimônia da troca de guardas que acontecem todos os dias. É uma cerimônia muito pomposa e demorada. Depois entramos no castelo, numa parte onde é permitida a entrada de turistas. Vimos vestidos, porcelanas, camas, quadros e etc. da antiguidade da realeza sueca.
Todos o grupo reunido antes da visita ao castelo.
  Tivemos tempo livre depois da visita e fomos fazer algumas compras ainda no centro de Estocolmo. Passadas duas horas nos encontramos de novo para podermos entrar no navio e voltar para a Finlândia. Nos divertimos muito naquela noite.
  Thanks to AFS Pori and Turku that did all this happen and to all my friends, that were in the trip, thank you so much for making this trip unforgatable! 
  Algumas fotos da viagem:








2 de mai de 2013

Hyvää Vappua!

  O primeiro de maio na Finlândia é feriado nacional e uma festa muito importante. Todos esperam e comentam sempre sobre a "vappu". Nele se comemora a chegada da primavera. Todos celebram esse dia mas os estudantes comemoram mais.
  Tudo começa no dia 30, um dia antes, quando mais ou menos às seis da tarde alunos colocam o chapéu branco de formatura em uma estátua. Depois disso, a vappu está oficialmente aberta. Pessoas saem as ruas, fazem piqui niques (dependendo da condição térmica, algumas vezes na vappu está bem quente mas as vezes não) ou vão a casa de algum amigo comemorar.
   No outro dia, na cidade onde estou, tivemos uma parada com a orquestra tocando na rua principal de Rauma e várias barraquinhas. Como eu tocava lira no meu colégio quando estudava no Brasil, participei dessa parada tocando lira e foi muito emocionante. Tocamos várias musicas, entre elas uma da Lady Gaga. Eu tocava na orquestra da minha cidade e fiz muitos amigos lá. Foi muito emocionante dizer adeus a orquestra e aos meus amigos e professor de música, que foram muito legais comigo durante meu intercâmbio.
    Pessoas também normalmente compram balões de gás hélio. Eu ganhei um da minha família hospedeira! É um do angry birds vermelho, bem grande!

Parada do dia primeiro de maio. 

30 de abr de 2013

Wild Camp 2013

   Nos dias 25 ao dia 28 de abril fomos para  meio da floresta ter um acampamento organizado pelo AFS. Éramos 60 intercambistas dormindo em tendas do tipo militar, comendo a comida feita em uma cozinha improvisada e sem água pra tomar banho.
   Em abril, ainda estava frio, com as noites chegando a temperaturas negativas. Para nos esquentar, tínhamos uma fogueira no meio do acampamento, mas muito pequena e nas tendas tínhamos um sistema de aquecedor a lenha. Funcionava assim: os tocos de lenha ficavam no meio do acampamento e nós estávamos divididos em 4 grupos. Cada grupo aprendia a cortar a lenha no primeiro dia e nos dias seguintes nós devíamos de dia, cortar a lenha e deixar reservada para noite. A noite, alguém tinha que ficar acordado para trocar a lenha. Fazíamos um revesamento, a cada uma hora, duas ou três pessoas acordavam e ficavam vigiando, mas sempre acontecia de alguém dormir e esquecer de colocar a lenha e o fogo acabar e sempre ficava MUITO frio.
  Como não se tinha água pra tomar banho, ficamos sem tomar banho 4 dias e sempre tínhamos alguma atividade. Imagina o cheirinho de azedo que todo mundo tava. E pra piorar, estava chovendo em alguns dias, então tudo virou barro.
  Apesar disso tudo, foi ÓTIMO! Eu curti demais o acampamento. Tivemos várias atividades divertidas como o concurso de beleza WTF (Wild tree forest) em que nós meninas devíamos arrumar os meninos selecionados para se vestirem de mulher e interpretar um papel, construído pelo grupo, no concurso. Outra atividade, foi o "paintball" no meio da floresta. Foi bem no clima "wild"! Tivemos também uma palestra sobre uns jogos com armas que se brinca na floresta (agora me fugiu o nome).
  A pior parte foi me despedir de todos. Alguns deles eu nunca mais veria. Foram quatro dias de pura emoção, frio e desconforto mas que com certeza valeram a pena. Inclusive comemorei meu aniversário de 18 anos lá. Não foi nada glamuroso, mas com certeza vai ficar pra sempre guardado com uma estrelinha na memória.








25 de mar de 2013

Jyväskylän matka!

Fábrica da Valtra tratores na Finlândia.
  Na semana após ao nosso baile, tivemos uma semana livre, chamada de "férias de ski", pra galera se esbaldar nos morros cobertos de neve. Eu, particularmente, não tive a mesma oportunidade mas viajei com a família hospedeira da minha amiga linda Giulia (italiana) pra uma cidade no meio da Finlândia chamada Jyväskylä.
  A cidade parece ser bem legal. Eu gostei do estilo e da atmosfera da cidade. Mas o motivo de irmos visitar aquela cidade foi de ir visitar a fábrica de tratores Valtra. Vocês sabiam que a Valtra é da Finlândia? Nem eu. Tivemos um tuor guiado pela fábrica e conhecemos o novo modelo e até pudemos testar, sentar na cabine, no caso.
  Na volta paramos em um restaurante Viking bem daora em Tampere! Era todo decorado com coisa Viking, o cardápio era todo "viking", os copos, pratos e você ainda podia usar o chapéu Viking!

3 de mar de 2013

Turkun matka!

  No final dessa semana que nós tivemos de folga foi a vez da minha família hospedeira nos levar (Eu e Giulia) a Turku que fica a cerca de uma hora e meia da minha cidade. Turku é uma das mais antigas cidades da Finlândia e a primeira capital daqui. Hoje em dia Turku possuí universidades, igrejas antigas, um castelo e outras coisas que eu não sei.
  Visitamos a catedral de Turku e depois fomos pro Turunlinna. É um castelo muito antigo da Finlândia, que pertencia as famílias que vinham da Suécia para tomar conta do territória pertence a Suécia. Era um castelo modesto, não era muito luxuoso, mas porém enorme!
   Estava nevando muito no dia e bem frio! Não deu pra fazer muito Depois da visita ao castelo, fomos numa pizzaria e fomos embora para Rauma.



17 de fev de 2013

Vanhojatanssit päivä!

  No Brasil eu estava no terceiro ano, mas aqui na Finlândia eu estou no segundo. É bem diferente o sistema educacional aqui e aí no Brasil, meio complicado de explicar. Mas, indo ao que interessa, na Finlândia se tem a tradição de se comemorar a ida dos alunos do segundo ano para o terceiro com um baile com "danças antigas", como valsas e etc.
  Tívemos na minha escola no dia 15 de fevereiro como na maioria das escolas este ano na Finlândia. Esse baile começa cedo. A primeira apresentação é por volta das 10 da manhã para as escolas e depois as 3 da tarde para os familiares. E no meio disso, nós temos um almoço digamos, refinado, com os professores da escola e todos participantes do baile. Depois, por volta das 8 da noite, temos uma festa com DJ e etc.
  Mas a parte mais dífícil foi achar um parceiro. Eu tive 4 desistências, até que finalmente achei o melhor parceiro de todos.
  Tivemos uns dois meses de aulas para o baile e no começo as danças pareceram serem impossíveis, mas depois de muito treino, todos nós aprendemos e posso dizer que quase todo mundo estava dançando até razoavelmente bem!
  Dançamos algumas valsas, depois tivemos a nossa música que foi uma mistura com Gangamstyle, uma música da Mia, uma música do HSM e umas músicas que eu não entendi e outras finlandesas. E depois disso, tivemos de ir ao auditório e escolher uma pessoa para dançar conosco.
Foto tirada pela minha avó hospedeira. 





12 de fev de 2013

Lapin Matka!


 Nas primeiras semanas de fevereiro, fomos eu e mais aproximadamente 85 intercambistas do AFS para LAPÔNIA!!!!!! Mas, você sabe o que é a Lapônia?
  Segundo ao nosso fiel amigo escudeiro de tantos deveres escolares juntos, Wikipédia, é uma região no norte da Escandinávia, que abrange território de quatro EstadosNoruegaSuéciaFinlândia e Federação Russa (península de Kola) e que corresponde à região onde habitam os lapões, ou Sami. E blábláblá, boriiiiinnnng! Mas resumindo, é onde se tem MUUUUITA neve, muitas renas e alces e a CASA DO PAPAI NOEL! *-* 
    Ficamos num tipo hostel a duas horas de Rovaniemi e perto de uma pista de ski. 
Pyhä Tunturi, pista de ski.
   No primeiro dia visitamos o museu que fica em Rovaniemi e depois fomos pra esse hostel. Dali nos outros 3 dias você poderia escolher entre várias atividades mas eu optei por fazer snowboard todos os dias. Quase morri, mas aprendi um "cado", deu pra arranhar um pouco. No último dia fomos a uma mina, num lugar lindo, topo de uma serra e de lá você consegue ver longe na paisagem e no último dia fomos a casa do papai noel e a fazenda de renas! :D
  Todas as noite e as vezes manhã, tínhamos atividades organizadas pelos voluntários. Posso dizer que elas foram muito divertidas e eu gostei pra caramba. Só não conto detalhes porque se não vai ficar sem graça. Vocês tem que ir e curtir essa experiência! 

Casa do papai noel e fazenda das renas.
  Conheci muitos intercambistas nessa viagem, de várias nacionalidades. Trocamos ideias e contamos sobre nossas experiências, o que nos fez sentir melhor. Todos estavam com os mesmos problemas, dificuldade com o idioma e dificuldade em se entrosar na escola. Ensinei alguns japôneses a dançarem samba e eles me ensinaram umas danças típicas do Japão. Galera pira no samba! 
Mina.